Em matéria do que se chamou "Acordo Ortográfico", sou contra. Absolutamente contra. Nem morto de morte matada ou morrida.



Adeus

Nós dizemos em Portugal «dizer adeus», eles dizem no Brasil «dar adeus».
A diferença é grande na substância, maior na intenção. Eles confiam a pessoa em partida à Divina Providência, na forma do «vai com Deus». A nós resta-nos do acto da dávida o dizê-lo.